domingo, 4 de novembro de 2018


XXIV – REFLEXÕES SOBRE O LIVRO “LIBERTAÇÃO” – ANDRÉ LUIZ/CHICO XAVIER

As preciosas elucidações de Gúbio a André Luiz e Elói prosseguiam sem interrupção.
André, surpreso, com a decadência da forma naqueles seres (espíritos), que se lhes expressava no corpo espiritual, indaga sobre a causa de tais aberrações.
“Milhões de pessoas – informou, calmo –, depois da morte, encontram perigosos inimigos no medo e na vergonha de si mesmas. (...) O espírito, em qualquer parte, move-se no centro das criações que desenvolveu.”
Afinal, aquele era o mundo dos “draconianos” – daqueles espíritos de consciência culpada, ainda não beneficiada pelo arrependimento! Aquela “cidade estranha” era a exteriorização da condição mental dos espíritos que a haviam edificado, com o intuito de “pararem” no tempo, para que a Lei de Causa e Efeito não funcionasse para eles...
Prestemos atenção: “para que a Lei de Causa e Efeito não funcionasse para eles”! É como se tais entidades vivessem em constante fuga de si mesmos, a fim de que a consciência não os constrangesse à introspecção – organizavam-se em defensiva para se eternizarem naquela situação, mantendo-se consciencialmente impenetráveis...
*
André, na sequência, indaga: “... não há recursos de soerguer semelhantes comunidades?”
Gúbio responde: “A mesma lei de esforço próprio funciona igualmente aqui. Não faltam apelos santificantes de Cima; contudo, com a ausência da íntima adesão dos interessados ao ideal da melhoria própria, é impraticável qualquer iniciativa legítima, em matéria de reajustamento geral.”
Interessante que os nossos irmãos e irmãs internautas façam a leitura do capítulo X – “Fogo Purificador” –, de “Obreiros da Vida Eterna”, também da lavra de André Luiz, na psicografia de Chico Xavier.
Espíritos existem tão ociosos que, a fim de que consigam sair de seu secular comodismo, necessitam ser instigados pela Lei Divina, que, então, ao seu redor, promove, inclusive, fenômenos naturais que os constrangem à indispensável mudança.
A Lei não os força a mudar por dentro, mas faz com que se “desalojem” por fora, para que novas circunstâncias possam beneficiá-los no campo da redenção de si mesmos.
*
Interessantíssima observação do Instrutor: “E até que resolva atirar-se ao empreendimento da própria ascensão, vai sendo aproveitando pelas leis universais no que possa ser útil à Obra Divina. A minhoca, enquanto é minhoca, é compelida a trabalhar o solo; o peixe, enquanto é peixe, não viverá fora d’água...”
Tudo serve aos Propósitos do Criador! Quem se julga o espírito mais independente, de maneira inconsciente, é o que mais se submete aos Desígnios Divinos.
Conforme tantos já escreveram, o mal está a serviço do bem – é necessário o escândalo, mas ai daquele por quem o escândalo venha – ensinou-nos Jesus.
*
De repente, André Luiz começa a se perguntar se aqueles seres não eram sub-humanos...
“... vestiam-se de roupagem francamente imunda...”
“Lombroso e Freud encontrariam aí extenso material de observação. Incontáveis tipos que interessariam, de perto, à criminologia e à psicanálise vagueavam absortos, sem rumo.”
André, sem dúvida, descreve um imenso hospício, ou uma enorme penitenciária a céu aberto!
Na imperfeição da forma, começou ele a observar a existência de muitos pigmeus (anões), que, certamente, contrastavam com outras figuras quase humanas, de “animais em cópia abundante, embora monstruosos” que se movimentassem “a esmo, dando-me a ideia de seres acabrunhados que pesada mão transformara em duendes.”
Quando André diz “dando-me a ideia”, pode-se, sem receio, crer que essa era a realidade – o Autor espiritual apenas pretendeu amenizar o impacto de suas descrições.

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 5 de novembro de 2018.



10 comentários:

  1. Bom dia Dr.Inacio e Baccelli!!
    Caramba doutor...que coisa....

    Que Jesus ilumine sempre!!
    Excelente dia e semana para todos nós!!
    Agradeco!!
    Fiquemos com o BOM DEUS!!\O/

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Dr. Inácio e Baccelli. Me deu até vontade de reler esse livro, quanta informação! Realmente ¨não sabemos da missa metade¨ como dizemos por aqui. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Boa noite meus amigos!
    “Milhões de pessoas – informou, calmo –, depois da morte, encontram perigosos inimigos no medo e na vergonha de si mesmas. (...) O espírito, em qualquer parte, move-se no centro das criações que desenvolveu.”
    Somos vítimas de nós mesmos . Medo e vergonha! Meu Deus ! Quanto trabalho a ser feito em nosso íntimo. O antídoto contra esses dois monstros destruidores da nossa Paz chama-se consciência tranquila pelo dever cumprido . E como é dificil cumprir integralmente com o dever. Abençoada Doutrina que clareia o entendimento no que devemos fazer em benefício da nossa Paz. Somos eternos devedores dos Espíritos codificadares e todos aqueles que cumprem com o dever trazendo Luz à Terra ; luz que nos ilumina , cérebro e coração, devagarinho , de forma que consigamos sair do lamaçal em que nos precipitados voluntariamente. Muito obrigado a Todos, encarnados e desencarnados !

    Referente à descrição dos habitantes dessa "cidade estranha" vemos a ficção tornar-se realidade . Cenas de filmes "fantasiosos" guardam grande semelhança com essas descrições. A tempos chegamos à conclusão que ficção não existe .A Ficção de hoje é a realidade de amanhã! Tudo que pode ser concebido pela imaginação existe ou existirá, de alguma forma em algum lugar . "O PENSAMENTO É TUDO , A FORMA NAO É NADA".
    "Aquela “cidade estranha” era a exteriorização da condição mental dos espíritos que a haviam edificado,..."
    " Nesse mundo do espaço, nesse meio imponderável, onde vibra toda a Gama de fluidos , um único poder existe soberano : O da vontade . Sob a sua ação potente , a matéria fluidica se lhe curva a todas as fantasias . A alma que se haja tornado bastante sabia para os manipular realiza tudo que lhe possa aflorar à imaginação,..." A ALMA É IMORTAL- GABRIEL DELANNE.
    Pedimos aos amigos encarnados e desencarnados que nos ajudem corrigindo possíveis desvios de interpretação.
    Abraços a todos e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo6 de novembro de 2018 16:14

      Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Gerson Cecatto (05-11-2018 17:23). Parabenizamos o seu arrazoado de Aquém sobre o estudo de Inácio Ferreira nesta semana! Permita-nos apenas detalhar um pouco o trecho que você selecionou de "A Alma é Imortal" (FEB/Editora do Conhecimento), de François Marie Gabriel Delanne (1857-1926), encontra-se no último parágrafo do subtema "A imortalidade da alma"do capítulo IV - Discussão em torno dos fenômenos de materialização da Terceira Parte - O Espiritismo e a Ciência. Na Quarta Parta - Ensaio sobre as criações fluídicas da vontade -, encontramos um estudo de Delanne sobre essa potência da alma! No "Libertação", capítulo 2 - A palestra do instrutor, Gúbio reflexiona muito bem no trecho "- Notemos que nós mesmos, os desencarnados, nos movemos num campo de matéria que se caracteriza por densidade específica, embora rarefeita, quando confrontada com as antigas formas física, e nossa mente... A vontade, não obstante condicionada por leis cósmicas e morais, inclinará a comunidade dos corpúsculos vivos, que permanecem a seu serviço por tempo limitado, ... Claro que nesse capítulo emos a questão das provas necessárias, ..." Finaliza como "...encontra imensos recursos de concentrar-se no bem, integrando-se na corrente da vida vitoriosa." No parágrafo seguinte, André Luiz continua com a explicação de Gúbio. Em "Pensamento e Vida" (FEB), Emmanuel traz sua contribuição no capítulo 2 - Vontade! Não nos esqueçamos de Léon Denis (1846-1927), em "O Problema do Ser, do Destino e da Dor" (FEB), na Terceira Parte - O Problema da Dor, capítulo XX - A Vontade, também contribui com observações muito válidas! Seja feliz nessa sua busca de saber! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (22:10)!!!

      Excluir
  4. Caro Dr. Inácio, muito boa noite. Este livro entitulado "Libertação" foi publicado por volta de 1949. Naquela época, a cidade umbralina de Gregório era daquele jeito descrito. Pergunta: e hoje, 2018, passados 61 anos, como estará a mesma região ? Será que foi "limpa"? Tem notícias do Gregório e seus ajudantes? Como estarão todos atualmente?

    Forte abraços de luz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo6 de novembro de 2018 04:49

      Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Pranviatmann (05-11-2018 19:00). Permita-nos auxiliar, embora não estejamos especificamente indicados a responder pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B.! Como devemos interpretar as suas duas primeiras perguntas? Acreditamos que uma resposta esteja no trecho "...De milênios a milênios, a região em que respiram padece extremas alterações, qual acontece ao campo provisoriamente ocupado pelos povos conhecidos. A matéria que lhes estrutura a residência sofre tremendas modificações e precioso trabalho seletivo se opera na transformação natural, dentro dos moldes do Infinito Bem..." Ministro Flácus (XAVIER, Francisco Cândido/André Luiz. Libertação. FEB, capítulo 1 - Ouvindo elucidações). Nesse contexto e segundo informações de Amigos Espirituais, o Umbral está sendo gradualmente esvaziado por efeito da Lei da Reencarnação e pela necessidade de transferir muitas almas (Espíritos, gentes, mentes, etc.), ainda rebeldes, para outro planeta espiritual dentro do que se chama transição planetária. Sugere-se ler a sinalização no texto desta semana, onde se lê "...Interessante que nossos irmãos e irmãs internautas...de Chico Xavier...". Quanto às outros dois questionamentos, certamente que IF responderá no momento adequado às reflexões sobre "Libertação"! Aguardemos! Deus, Jesus Cristo e os Bons Espíritos abençõem ao nobre irmão e a todos os que se encontram no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:40)!!!

      Excluir
  5. Boa tarde a todos.Temos uma obra de nosso querido Inácio Ferreira psicografada pelo médium A. Baccelli, intitulada No Limiar do Abismo, que aborda inteligentemente esse tema. Convido aos nossos queridos leitores a apreciar esse livro, que com certeza vai clarear mais ainda nosso entendimento.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Aniversário de C.A.B! Parabenizamos o nobre irmão C.A.B (Carlos Antônio Baccelli) pelo seu aniversário no dia 09 de novembro de 2018


















    Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Carlos Antônio Baccelli (C.A.B.). Parabenizamos o nobre irmão C.A.B. pela seu aniversário em 09 de novembro de 2018! Neste contexto, agradecemos o seu trabalho espiritual no campo da mediunidade, seja através dos livros psicografados, seja pela mediunidade na Internet! Deus, Jesus Cristo e os Bons Espíritos abençoem ao nobre irmão e a todos no seu campo de energia espiritual! Cadichon Pirilampo (10:15)!!!









    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Simbiose sintética. Permitam-nos fugir do tema no estudo desta semana de Inácio Ferreira (IF). O motivo dessa 'fuga' é o artigo "Cogumelo biônico gera eletricidade" (08-11-2018 - Energia - Inovação Tecnológica - www.inovacaotecnologica.com.br). Como entender esse artigo? Leiamos a introdução do mesmo: "Um cogumelo comestível comum, daqueles que podem ser comprados em uma mercearia, foi transformado em um cogumelo biônico após receber uma infusão de cianobactérias, geram eletricidade, e nanofitas de grafeno, para coletar a corrente..." O texto descreve o que seja um organismo 'bio-híbrido' - "...funde nanotecnologia, bactérias e fungos para produzir eletricidade...". Perguntar-se-á: - "Qual é a relação da simbiose sintética com os ensinos de André Luiz em seus livros psicografados?". Nestas obras, temos a pista do capítulo 14 - Simbiose espiritual, da 1ª Parte de "Evolução em dois Mundos" (FEB), de André Luiz! Nele, estuda-se os subtemas sustento do princípio inteligente, início da 'mentossíntese', simbiose útil, simbiose exploradora, simbiose das mentes, histeria e psiconeurose, outros processos simbióticos e ancianidade da simbiose espiritual. No artigo indicado, destaque-se o trecho "... Mostramos pela primeira vez que um sistema híbrido pode incorporar uma colaboração artificial, ou uma simbiose sintética, entre dois reinos microbiológicos diferentes." (Sudeep Joshi). Agradecemos a gentileza da publicação desse assunto, se for possível! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:53)!!!

    ResponderExcluir