domingo, 18 de novembro de 2018


XXV – REFLEXÕES SOBRE O LIVRO “LIBERTAÇÃO” – ANDRÉ LUIZ/CHICO XAVIER

Na sequência, Gúbio esclarece, fazendo alusão à existência de inteligências sub-humanas que viviam na referida cidade: “Quem não cumpre aqui dolorosa penitência regenerativa, pode ser considerado inteligência sub-humana. Milhares de criaturas utilizadas nos serviços mais rudes da natureza, movimentam-se nestes sítios em posição infraterrestre.”
No livro “Roteiro”, editado pela FEB, cujo prefácio é de 1952, Emmanuel, no capítulo 9 – O Grande Educandário –, considera: “Mais de vinte bilhões de almas conscientes desencarnadas, sem nos reportarmos aos bilhões de inteligências sub-humanas que são aproveitadas nos múltiplos serviços do progresso planetário, cercam o domicílio terrestre, demorando-se noutras faixas de evolução.”
Comparemos os dois textos. As inteligências sub-humanas são os considerados seres “elementais”, entidades que se encontram em transição para maiores conquistas no campo do intelecto. Porém, mesmo entre os de inteligência sub-humana, já nos deparamos com aqueles que revelam as suas inclinações – como entre os animais, alguns de trato mais afável, e outros não. Entre os considerados sub-humanos, no que tange à evolução, nos deparamos com a questão hierárquica.
*
Em seguida, o Instrutor elucida: “Em desenvolvimento de tendências dignas, candidatam-se à humanidade que conhecemos na Crosta. Situam-se entre o raciocínio fragmentário do macacóide e a ideia simples do homem primitivo na floresta.”
Essas entidades, muitas vezes, são escravizadas por inteligências perversas que delas abusam, colocando-as, no Plano Espiritual ou no Plano Material, a seus serviços escusos.
Diz Gúbio: “Afeiçoam-se a personalidades encarnadas e obedecem, cegamente, aos espíritos prepotentes que dominam em paisagens como esta.” Eis aqui a explicação para a existência de entidades que servem aos propósitos daqueles que, não raro, desejam fazer mal às pessoas, vampirizando-as, interferindo, enfim, negativamente, em suas vidas.
Esclarece, porém, Gúbio: “O contacto com certos indivíduos inclina-os ao bem ou ao mal e somos responsabilizados pelas Forças Superiores que nos governam, quanto ao tipo de influência que exercemos sobre a mente infantil de semelhantes criaturas.”
*
Em “O Livro dos Espíritos”, na pergunta 549, encontramos: “Há alguma coisa de verdadeiro nos pactos com os maus espíritos?” Resposta: “Não, não há pactos, mas uma natureza má simpatiza com espíritos maus. Por exemplo: queres atormentar o teu vizinho, e não sabes como fazê-lo; chamas então a ti os espíritos inferiores, que, como tu, não querem senão o mal, e para te ajudar querem que também os sirvas nos seus maus desígnios. Mas disto não se segue que o teu vizinho não possa se livrar deles, por uma conjuração contrária ou pela sua própria vontade. Aquele que deseja cometer uma ação má, pelo simples fato de o querer, chama em seu auxílio os maus espíritos, ficando obrigado a servi-los como eles o auxiliam, pois eles também necessitam dele para o mal que desejam fazer. É nisso somente que consiste o pacto.”
*
Adiante, André Luiz faz curiosíssima observação: “Notei a existência de algumas organizações de serviços que nos pareceriam, na esfera carnal, ingênuas e infantis, reconhecendo que a ociosidade era, ali, a nota dominante. E porque não visse crianças, exceção feita das raças de anões, cuja existência percebia sem distinguir os pais dos filhos...” (destacamos)
Naquela dimensão espiritual das Trevas, as raças de anões se reproduziam – Reencarnação no Mundo Espiritual! André afirma que não conseguia distinguir os pais dos filhos – praticamente, reencarnavam em série!...

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 19 de novembro de 2018.




19 comentários:

  1. Aécio Emmanuel César19 de novembro de 2018 00:46

    Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. Questão bastante interessante essa da matéria dessa semana. Agora me surgiu uma dúvida com relação aos seres elementais. Dr. Inácio num de seus relatos nos seus primeiros livros da sua lavra, relatou que cães ferozes estraçalharam um duende. Queria saber - se possível - do senhor, para onde iria o seu espírito. Estaria ele sujeito ao seu corpo mental como o é nós - quando desencarnamos com o perispírito? Um forte abraço. Aécio Emmanuel César

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Aécio Emmanuel César (AEC, 19-11-2018 00:46). Nobre irmão, permita-nos auxiliar, embora não estejamos autorizados especificamente pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B.! Inicialmente, destacamos o trecho de sua observação "...Dr. Inácio num de seus relatos nos seus primeiros livros da sua lavra, relatou que cães ferozes estraçalharam um duende..." Parece-nos que esse relato do Dr. IF a que o nobre irmão AEC se refere encontra-se no capítulo 37 - Pedido de socorro, do livro "Espíritos Elementais" (LEEPP, 1ª edição, outubro de 2004), de Paulino Garcia. Quanto ao questionamento seguinte "...Queria saber - se possível - do senhor, para onde iria o seu espírito. Estaria ele sujeito ao seu corpo mental como o é nos - quando desencarnamos com o perispírito?..." Na obra "No Interior da Terra" (LEEPP, 1ª edição, julho 2006), de Paulino Garcia, no capítulo 34 - O cemitério, ler-se-á o trecho interessante " - Dr. Odilon! - ... - Não é possível!..." [Luiz] - "É o que seus olhos estão vendo..." [Odilon Fernandes (OF)]- "Eu não tenho cabeça para tanto." (Luiz) - "Nem eu! - emendou Jorge." - "Um cemitério!..." - "Meu filho, o espírito não morre, mas o corpo morre sempre; enquanto o espírito se revestir de um corpo qualquer, ele 'morrerá'..." - "- Morre como se morre no mundo?" - "- Por aqui, sim!" - " - De forma natural?..." - " - Ou não."... Pelo contexto elucidativo e pelo conteúdo que todos nós nos habituamos a ler, meditar e reflexionar sobre os livros do IF, acreditamos que o espírito irá para a dimensão espiritual adequada à espécie a que pertence! Natural! Certamente que também o seu corpo mental estaria sujeito à lei natural para atuar naquela dimensão espiritual! Muito simples, não é mesmo? Perdoe-nos, se não respondemos em sintonia com os seus desejos! Deus, Jesus Cristo e os Bons Espíritos abençoem ao nobre irmão AEC e a todos os que se encontram no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (18:40)!!!

      Excluir
    2. Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Aécio Emmanuel César (AEC, 19-11-2018 00:46)! Perdoe-nos retornar, mas devemos complementar a nossa resposta anterior. Hoje, à noite, está meio frio e chuve em nossa região de habitabilidade! Por isso, repousamos um pouco mais cedo! Poucos minutos atrás, despertamos, lavamos o rosto, tomamos o remédio prescrito para o horário e retornamos para o repouso. Todavia, algo movia-nos em direção ao livro "Espíritos Elementais" (LEEPP, 1ª edição, out 2014), de Paulino Garcia (PG)! Folheamos o capítulo 37 - Pedido de socorro. Porém, aquele algo (seria um pensamento distante direcionando o nosso?) sugeria retornarmos a leitura aos capítulos anteriores. Pousamos os olhos no índice em busca de alguma coisa. Eles pararam no capítulo 11 - Reencontrando Labélius. Pasme! Lemos o mesmo e, na página 76, encontramos o trecho mencionado por você (AEC). O capítulo traz-nos o diálogo entre o Dr. Inácio Ferreira (IF) e Labélius. Na página mencionada, Labélius explica ao IF: - "Existem patrulhas que nos estão caçando: gente de nossa espécie que, renunciando aos nossos princípios aparecem com cães farejadores, descendentes da raça dos violentos pit-bulls e rot-weilers; sem que eu nada pudesse fazer, assisti a dois deles estraçalharem em suas mandíbulas um dos mais jovens de nossa comunidade que ousou enfrentá-lo em campo aberto." IF respondeu: "- E ele morreu? - a pergunta brotou espontânea em meus lábios." Labélius elucidou " - Sim e não, meu filho - respondeu-me Labélius, percebendo que eu corara. - A vida e a morte são condições de simples relatividade... A águia não 'morre' e torna a renascer no próprio corpo, que se renova? Sinceramente, eu não sei por que o homem teme tanto a morte." Nos capítulos 12 - Fazendo chover e 13 - Entendendo a lição, PG prosseguiu psicografando o diálogo entre IF e Libélius! Neste momento, relembramos que mencionamos esse mesmo livro e capítulo quando alguém comentou algo sobre elementais tempos atrás, numa das reflexões de IF (algo como "Como você interpreta?!...", imaginamos!)! Perdoe-nos, então, pois não temos as respostas definitivas para muitas coisas e não descartamos a possibilidade de estar enganados! Deus, Jesus Cristo e os Bons Amigos Espirituais abençoem a AEC e a todos no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (25)!!!

      Excluir
    3. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Aécio Emmanuel César (AEC, 19-11-2018 00:46). Permita-nos usar o "VAR" (= Video Assistent Referee = Árbitro Assistente de Vídeo) espiritual. No nosso texto de 20-11-2018 12:46, onde se lê "... Estaria sujeito o seu corpo mental como é nos -..."; leia-se "...Estaria o seu corpo mental como é nós...". No texto de 20-11-2018 17:39, onde se lê "... Hoje, à noite, está meio frio e chuve em nossa região de habitabilidade..."; leiamos "... Hoje, à noite, está meio frio e chove em nossa região de habitabilidade..."! Seja bendita a tecnologia VAR, que nos permite voltar atrás de uma narrativa e corrigir o que é possível! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (08:59)!!!

      Excluir
    4. Aécio Emmanuel César22 de novembro de 2018 12:15

      Agradeço pelo carinho da atenção. Obrigado sempre.

      Excluir
  2. Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. Realmente a realidade é bem maior que pensamos. Quanto a escravidão dos animais,ainda assistimos esse triste espetáculo aqui na terra!Infelizmente no Brasil , os ambientalistas são assassinados cruelmente. Mas a reencarnação não se dá somente em nossa dimensão, ela acontece em todo o universo, sejamos humildes e como dizemos por aqui: aceita que dói menos.kkkk, Bjs

    ResponderExcluir
  3. Agradeço imensamente suas postagens. Conheci esta página hoje.Estou lendo Egos em conflito, indicado por um conhecido quando disse que acreditava que a Apometria (estou na apometria integral) é um tratamento atual e para o futuro das auto-obsessões e problemática do ser. Obrigada Dr Inácio Ferreira e Carlos Baccelli.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vera Lúcia Palacios (19-11-2018 12:53). Permita-nos auxiliar, embora não estejamos especificamente indicados pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B.! Inicialmente, parabenizamos a sua participação neste blog! Seja bem-vinda! Como interpretar sua contribuição sobre a Apometria à luz das elucidações de Odilon Fernandes (OF) e IF? Primeiro, indicamos o capítulo 50 - Apometria - de "A Mediunidade Nossa de Cada Dia" (LEEPP, 1ª edição, dez 2010), de OF. Nele, o autor formula e responde às perguntas "A chamada Apometria é uma técnica mediúnica válida em desobsessão?... Trata-se de uma prática espírita?... Deve ser adotada nos centros espíritas?..." Finaliza-a como "...Convém considerar que o exercício e a aplicação da mediunidade não se limitam, estritamente, aos seus aspectos conhecidos na atualidade." Parece-nos que os dois (OF e IF) dialogam sobre esse tema em "Um Pouco Mais Além" (Didier, 1ª edição, fev 2015, capítulo 32, páginas 294-300)! Seja feliz nesse estudo da Apometria Integral! Deus, Jesus Cristo e os Bons Espíritos abençoem a nobre irmã e a todos no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (09:22)!!!

      Excluir
    2. Vera, a apometria é de fato uma técnica eficaz de tratamento espiritual que não veio substituir a desobsessão tradicional, mas sim complementá-la. Naturalmente não dispensa o esforço individual do paciente em prol de sua transformação interior.

      Infelizmente, no livro "Um pouco mais além", o querido dr. Inácio se precipitou e criticou injustamente a apometria, provavelmente porque ele confundiu a técnica apométrica com a postura soberba e mística de alguns apômetras que realmente estão desvirtuando os princípios da apometria.

      Sugiro que você e seu grupo de apometria tenham sempre como referência os 2 livros do dr. José Lacerda de Azevedo que representam a base da apometria: "Espirito/matéria" e "Energia e espírito". Os livros do apômetra JS Godinho também são excelentes e abrem uma perspectiva enorme acerca do psiquismo humano. Aliás, os livros "Egos em conflito" e "Egos em paz" do Inácio ferreira confirmam várias informações trazidas pelo Lacerda e pelo Godinho, embora com outra abordagem e vocabulário.

      Não se preocupe com o destempero do Inácio Ferreira a respeito da apometria no livro citado pelo amigo Cadichon Pirilampo, naquele momento ele confundiu alhos com bugalhos.

      Muita Luz!

      Excluir
    3. Cadichon Pirilampo20 de janeiro de 2019 04:59

      Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vera Lucia Palacios (19-11-2018 12:53). Permita-nos acrescentar alguma coisa mais a nossa participação naquela oportunidade. Naquele mês (novembro de 2018), a Editora Didier (www.editoradidier.com.br) lançou o livro "Vida Imortal" (Didier, 1ª edição, nov 2018), de Inácio Ferreira (IF) pelo médium C.A.B. Nos capítulos 6 e 7 podemos ler, estudar e meditar sobre o entendimento entre a Apometria e a Mediunidade sob o ponto de vista dos irmãos espirituais Odilon Fernandes e IF. Entretanto, essa abordagem não invalida qualquer outro entendimento a prática apométrica fora da Doutrina Espírita (ou Espiritismo)! Agradecemos, mais uma vez, a sua participação neste blog! Retorne sempre, pois, todos nós estamos sempre aprendendo e apreendendo! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:58)!!!

      Excluir
  4. Bom dia dr Inácio e Baccelli

    Nos comportamos ainda dr Inacio como animais em bando...seguimos esses ou aqueles..mas nem sabemos porque..
    Não conseguimos nos ver como filhos Do Criador...com enormes e imensos potenciais divinos...esperando nossa decisão...nossa vontade para aflorarem como uma bela flor..
    E sem dar oportunidade a nós mesmos...seguimos vidas e vidas a séculos sem sair do lugar..
    Como na historinha ahi embaixo
    Encarnamos..desencarnamos..
    reencarnamos...seguindo...idolatrando..coisas e pessoas sem desenvolver nosso entendimento..
    Vivendo por viver...


    *O PRESUNTO*

    UM HOMEM CURIOSO PERGUNTOU À ESPOSA...
    MEU BEM PORQUE QDO VC VAI ASSAR O PRESUNTO VC CORTA A PONTA?
    ELA DISSE..AHH NAO SEI APRENDI ASSIM COM MINHA MÃE...
    ENTAO ELE VAI ATÉ À SOGRA E PERGUNTA..
    SOGRINHA..PORQUE QDO VC ASSA O PRESUNTO VC CORTA A PONTA?
    ELA DISSE NÃO SEI..APRENDI A FAZER ASSIM COM MINHA MÃE..
    ELE MUITO CURIOSO...FOI ATÉ A BISA QUE JÁ ERA MUITO VELHINHA...
    OWW BISA...PORQUE QDO A SENHORA ASSA O PRESUNTO CORTA A PONTA?
    ELA RESPONDEU:
    AH MEU FILHO EU CORTO A PONTA PORQUE MINHA FÔRMA QUE JÁ É MUITO VELHA E ANTIGA...NÃO CABE O PRESUNTO INTEIRO.....ENTÃO EU CORTO A PONTA.....

    MORAL DA HISTÓRIA...
    MUITAS PESSOAS AS VEZES SEGUEM MODA.....PESSOAS....ESTILOS..
    CRENÇAS..PARTIDOS POLÍTICOS...ÍDOLOS...ETC..
    MAS NAO SABEM MUITO BEM PORQUE SEGUEM ..OU PORQUE FAZEM....

    " ORA..SE UM CEGO GUIAR OUTRO CEGO..AMBOS CAIRÃO NA COVA.." (JESUS)

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde amigos, uma dúvida me ocorreu: no caso da reencarnação do filho do Paulino no mundo espiritual de Uberaba, sendo o Paulino desencarnado, o filho dele, sabe que o pai é desencarnado? E os outros encarnados de lá, convivem naturalmente com os desencarnados de cá? Se enxergam? Como isso funciona? Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Anha Rhana (21-11-2018 11:57). Permita-nos auxiliar! Você escreveu "...uma dúvida me ocorreu: no caso da reencarnação do filho do Paulino no mundo espiritual de Uberaba, sendo o Paulino desencarnado, o filho dele, sabe que o pai é desencarnado? E os outros encarnados de lá, convivem naturalmente com os desencarnados de cá? Se enxergam? Como isso funciona?..." Pelo seu contexto narrativo, muito provavelmente você leu ou está lendo a obra "Meu Filho nasceu no Além" (LEEPP, 1ª edição, outubro de 2013), de Paulino Garcia (PG) pelo médium Carlos Antônio Baccelli, não é mesmo? Nele, todos nós penetramos nos assuntos contidos em 28 capítulos interessantes! Em primeiro lugar, imaginamos que seus questionamentos encontrem resposta na pergunta 284 de "O Livro dos Espíritos" (OLE). Leiamo-la "284. Como podem os Espíritos, não tendo corpo, comprovar suas individualidades e distinguir-se dos outros seres espirituais que os rodeiam?" Resposta: "Comprovam suas individualidades pelo perispírito que os torna distinguíveis uns dos outros, como o faz o corpo físico entre os homens." Perispírito é a mesma coisa que corpo espiritual, constituído de matéria sutil (energia) em vibração diferente da matéria física, normal. Logo, Joaquim Maria, filho de PG e Jamile, saberá que eles (seus pais) estão vivendo no Planeta Espiritual chamado Terra no momento adequado a esse reconhecimento. É o que acontece no lado visível deste planeta com todos nós desde o renascimento no corpo físico! Nada de sobrenatural: tudo é natural no Universo. Observe bem o trecho " - Dentro de cinco meses, um pouco mais, ele estará engatinhando, já ficando de pé e começando a esboçar as suas primeiras palavras! - prognosticou o obstetra." (capítulo 27. Meu filho nasceu no Além, página 331). Suas outras perguntas encontram resposta lendo as questões 237 a 257 - Percepções, sensações e sofrimento nos Espíritos - de "OLE". Paralelamente, indicamos a leitura do artigo "A ciência que investiga o mundo secreto dos bebês" (23-08-2018 - Sophie Hardash - Ciencia - BBC Brasil). Indo um pouco mais além, sugere-se ler "A Vida secreta da criança antes de nascer" (1993), de Thomas Verny. Não deixe de ler, estudar e meditar sobre a obra "Evolução em dois Mundos" (FEB), de André Luiz pelos médiuns Francisco Cândido Xavier (1910-2002) e Waldo Vieira (1932-2015). Seja paciente em seus estudos e reflexões! Deus, Jesus Cristo e os Bons Amigos Espirituais abençoem a você e a todos no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:09)!!!

      Excluir
    2. Boa tarde!!, Na paz!! tá tudo certo!!. Anha Rhana. Me identifiquei com essa sua duvida!!. Me permita complementar: Como é a sistemática da mediunidade no mundo espiritual? Temos ai, médiuns trabalhando em comunicação com desencarnados do mundo espiritual ( outra dimensão) ? em similaridade com o que ocorrer fazemos nos centros espiritas aqui da terra grosseira?? Até , seria interessante algo a respeito desta mesma sistemática, na dimensão seguinte!!. mas, creio, ai já não temos como saber né!! Fico a imaginar: Emmanuel como médium de Chico em outra dimensão!!!.....,

      Excluir
    3. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Dom Tamer (22-11-2018 06:25). Seus questionamentos são interessantes, mas cada um de nós encontramos indicações relevantes sobre eles lendo as obras de Inácio Ferreira (IF) e outros Espíritos! Nada de extraordinário e fora de sintonia com o conhecimento espírita e espiritualista! Aliás, o próprio IF, e outros Amigos Espirituais, tem esclarecido "... a sistemática da mediunidade no mundo espiritual..." neste blog e em seus livros! Conclusão lógica: todos nós possuímos condições de saber como se processa o mecanismo da comunicação entre o visível e o invisível. Saibamos ler, meditar e estudar! Simples, não é mesmo? Você escreveu "...Fico a imaginar: Emmanuel como médium de Chico em outra dimensão!!!..." Certamente que este fato ocorra da mesma forma que Francisco Cândido Xavier (1910-2002), estando na dimensão física, concentrada e visível, e Emmanuel, na dimensão extrafísica, espiritual e energética, como se lê, medita e estuda naturalmente as obras por eles realizadas! Não imaginemos "teorias" mirabolantes para esse evento naturalíssimo! Perdoe-nos se estivermos em desacordo com as suas visões ou, até mesmo, errados em nossas observações! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (08:57)!!!

      Excluir
  6. Dr. Inácio, de regresso, com saudades do Blog. O nosso Baccelli foi muito acarinhado em Lisboa, em que não faltou o Bolo de Aniversário e Champanhe. E o lançamento do livro "Chico Xavier E Foi Assim" esgotou logo. Aliás, os livros de psicografia de Baccelli são os primeiros a esgotarem.

    Quanto ao estudo de hoje, vale questionar para quando o desertar desses espíritos ociosos, que vivem vampirizando os humanos?! É bem evidente que não se coadunam jamais com os habitantes do período de Regeneração. À medida que o homem evolui deixa de ser pasto para esses infelizes. Essa zona, paulatinamente, será saneada, de modo a se harmonizar com todo o resto. Claro que a Lei de Causa e Efeito prossegue ainda por longo tempo, actuando aonde se impõe e funcionando como exímia escola. Tomara que sejamos assessorados pela férrea vontade de renovação moral e obediência à Grande Lei, merecendo não sermos apanhados pelo laço e lançados no abismo. Muito grata como sempre. Abraço carinhoso à equipa.Noémia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Noémia José (21-11-2018 13:58)! Permita-nos auxiliar, se for possível! Você escreveu "...Quanto ao estudo de hoje, vale questionar para quando o desertar desses espíritos ociosos que vivem vampirizando os humanos?..." Muito provavelmente, você esteja desejando uma possível data para o expurgo planetário deles. Acreditamos que os Bons Amigos Espirituais estejam cautelosos na revelação de uma data precisa para esse acontecimento. Descrições existem que indicam o ano de 2019, então saibamos esperar, não é mesmo? Deus, Jesus Cristo e os Bons Amigos Espirituais abençoem a nobre irmã e a todos no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:23)!!!

      Excluir
  7. Cadichon, não propriamente uma data, mas certamente esse êxodo já se iniciou. Não estamos mais no presente de 1949, pois, entretanto, decorreram 69 anos. Muitos dos espíritos dessa data, citados na narrativa de André Luiz, poderão já ter migrado para outras moradas. Provavelmente, o que eu talvez quisesse dizer é que a transição se faz tanto à superfície quanto no interior, desalojando-os compulsivamente de onde não desejam sair. Muito obrigada amigo Cadichon. Já somos uma família graças ao blog. Abraço fraterno. Noémia

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Dr. Inacio e Baccelli!!
    Excelente reflexão!!
    Agradeço!!
    Abraços

    ResponderExcluir