domingo, 3 de fevereiro de 2019


XXXIII – REFLEXÕES SOBRE O LIVRO “LIBERTAÇÃO” – ANDRÉ LUIZ/CHICO XAVIER

Continuando as suas elucidações no capítulo VI – “Observações e Novidades”, Gúbio faz importante revelação a respeito das “inteligências sub-humanas”:
“Aqui mesmo, nesta cidade, tínhamos, a princípio, autêntico império de vidas primitivas que, pouco a pouco, se fez ocupado por extensas coletividades de almas vaidosas e cruéis. Entrincheiravam-se nestes sítios, guardando o louco propósito de hostilizar a Bondade Excelsa, e exercem funções úteis junto a enorme agrupamento de criaturas, ainda sub-humanas...”
Destacamos os ensinamentos:
1 – A cidade, ou o espaço correspondente a ela, era ocupado por vidas primitivas, que, evidentemente, careciam de evolver, ou seja, de ser “impulsionadas” a sair da mesmice evolutiva em que se encontravam.
2 – Tais vidas primitivas, então, foram “dominadas” por “extensas coletividades de almas vaidosas e cruéis”, que, certamente, embora as escravizando, induziram-nas a trabalhar, e, de alguma sorte, desenvolver a sua capacidade intelectual. Vejamos que o “processo” é semelhante ao que ocorreu, e tem ocorrido, ao longo da história da Humanidade, em que alguns povos são submetidos a outros, que terminam por lhes ensejar algum bem.
3 – Essas “almas vaidosas e cruéis”, segundo Gúbio, entrincheiravam-se, e entrincheiram-se, com “o louco propósito de hostilizar a Bondade Excelsa”, opondo-se às Leis Divinas – fugindo à Lei do Carma, ansiando por perpetuarem-se no poder, enfim, amotinarem-se contra o Criador – almas insanas, quais, sobre a Terra, deparamo-nos com tantas, que imaginam que lograrão enganar a Eterna Justiça.
4 – “... funções úteis junto a enorme agrupamento de criaturas, ainda sub-humanas...” Na sequência, esclarece o Instrutor: “Usam a violência em largas doses, todavia, no curso dos anos, a influenciação intelectual delas trará grandes benefícios aos oprimidos de agora e estejamos convictos de que, apesar de blasonarem inteligência e poder, permanecerão nos postos que ocupam apenas enquanto perdurar o consentimento da Divina Direção...” – o mal a serviço do Bem. Como ensinou Jesus sobre a necessidade do escândalo... Essa situação de opressão – ela mesma – termina por “fermentar” e, assim, possibilitar o surgimento de lideranças libertárias e progressistas, que levam ao povo escravizado a novas concepções existenciais. Tal fenômeno pode ser apreciado na história política, social, religiosa, etc, de todos os povos.
*
Que “inteligências sub-humanas” serão as referidas por Gúbio?! Certamente, seres racionais, ou completamente racionais, ainda não são – são “sub-humanos”! Sem dúvida, o Instrutor se refere aos espíritos denominados, genericamente, de “elementais”, que, aliás, se fazem presentes em literatura de ficção de muitos autores encarnados. No livro “Roteiro”, de Emmanuel, no capítulo 9, “O Grande Educandário”, o Benfeitor Espiritual, igualmente, se refere a “bilhões de inteligências sub-humanas que são aproveitadas nos múltiplos serviços do progresso planetário”...
*
Essas “criaturas” – Gúbio não as denomina de “espíritos”, posto não terem ainda atingido a razão plena – constituem um elo de transição entre a animalidade e a racionalidade, entre o instinto e a inteligência, uma espécie que, digamos, se situaria entre o macacóide e o homem propriamente dito.

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 3 de fevereiro de 2019.  



16 comentários:

  1. Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Muito bom o texto da mensagem semanal de Inácio Ferreira (IF) convidando-nos a refletir sobre as "...inteligências sub-humanas..." no caminho evolutivo dos Espíritos em nosso abençoado Planeta Espiritual chamado Terra! Parece-nos que em "Um Mundo Espiritual chamado Terra" teremos pistas interessantes a respeito do conteúdo exposto pelo IF! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (19:21)!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia a todos, Elementais nos ajudam muito na limpeza dos miasmas em nossas residências, sob o comando dos nossos amigos Pretos Velhos.
    Boa semana para todas!

    ResponderExcluir
  3. Aécio Emmanuel César4 de fevereiro de 2019 02:01

    Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. É... A evolução sempre nos trará surpresas que a primeiro exame nos são incognitas intransponíveis, mas que, com a Doutrina Espírita e, em especial, a série de André Luiz, nos capacita a entender melhor a Essência Divina que em nós existe. Forte abraço a todos. Aécio Emmanuel César

    ResponderExcluir
  4. Bom dia meus amigos !

    Que beleza acordar toda segunda e ler/estudar a mensagem semanal de Inacii/Baccelli. Devagarinho , o "Mundo Espiritual" (no plura) vai se materiizando em nossa mente , cada vez mais , em seus detalhes. Que maravilha!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Quanto ensinamento! Gratidão por nós trazer tantos esclarecimentos!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia a todos!

    Apenas para informar que os textos do blog inacioferreira-baccelli, por estarem tão instigantes, tem me mantido em incessante busca e estudo e quando chego a alguma conclusão - lá vem outro texto e começa tudo outra vez. Legal!!!

    A imagem que imediatamente me veio à mente é de um mundo Terra onde todas as faixas e todas as coisas acontecem simultaneamente, verdadeira ebulição de Vida Cósmica. Como aliás devem ser todos os planetas onde haja humanidade.

    Seriam as inteligencias sub-humanas embriões de futuras humanidades? Se fizermos o caminho reverso - e a distância não parece ser tão grande neste sentido de percurso - encontraríamos a nós mesmos em algum instante na transformação de sub para humanos?

    Um pouquinho que cada um faça representa tanto!!! Imagina se fizermos mais do que um pouquinho...

    Abraços fraternais a todos!!!

    ResponderExcluir
  7. Gostaria da ajuda dos amigos do blog bem como do Dr Inácio e Baccelli sobre um assunto que surgiu em reunião do grupo mediúnico do qual participamos .
    É sobre a questão do bocejo involuntário que acomete alguns mediuns tanto nos trabalhos de passe quanto no início dos trabalhos mediúnicos. É bocejo sem sono!
    Agradeço antecipadamente a atenção de todos .

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Dr. Inácio e Baccelli. Tudo muito estranho, digno de um filme de ficção daqueles de Júlio Verne. Mas de nada sabemos e nesse universo infinito tudo é possível. ¨ Tudo que se pode pensar, pode se também existir.¨ Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Gerson Cecatto (04-02-2019 05:53). Permita-nos auxiliar, embora não estejamos autorizados a fazê-lo pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B.! Curiosos também, digitamos no Google o tema "bocejar durante o passe" e encontramos uma explicação dada pelo C.A.B. em 02-09-2016 20:00, no blog "Spirit Book".Sugerimos ler para obter o esclarecimento necessário! Em tese, nós ainda não presenciamos esse tipo de situação numa sala de passes ou numa reunião mediúnica. Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (15:43)!!!

    ResponderExcluir
  10. Dr. inácio, muito perceptível que o escândalo é necessário mas ai daquele por quem vem o escândalo. Ausência de benevolência para com as criaturas pode nos comprometer com a Lei a níveis inimagináveis. Tudo na Lei tem a sua função específica e útil e nada se perde, antes se transforma para o bem. É assim que os elementais sendo tratados com desamor terminam por beneficiar do trabalho rude que lhes é imposto por o mesmo se tornar o mecanismo de desenvolvimento das suas capacidades intelectuais. Mas os que usam de violência para com esses seres terão de se haver com a Lei. O mal não é conciliável com as Leis de Deus.Paulatinamente, todos vamos compreendendo o sentido real da Vida. Muito grata como sempre. Abraço carinhoso à equipa. Noemia

    ResponderExcluir
  11. Bom Dia Baccelli, parabéns pelos seus 50 anos de mediunidade e 200 livros editados, só Deus sabe o que vc já passou nessas 5 décadas. Mas cá entre nós, bem que vc poderia me ceder umas boas horas bônus né?kkkkkk. Abraços fratenos.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Dr Inácio e Baccelli
    As vezes é difícil para entendermos...
    Santo Agostinho entendeu bem esse processo dentro de nós quando no evangelho segundo o espiritismo no título *O mal e o remédio*...nos ensina através de sua própria experiência...que o mal impulsiona nosso crescimento..
    A gente só vai entender isso quando olhamos para trás...e dizemos:
    Eu mudei...
    Nessa situação que estou enfrentando...não ajo mais como agia antes...eu mudei...
    Beijos
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Cristina Mammana Carminholi (05-02-2019 11:47). Permita-nos comentar algo ao seu texto esclarecedor! Você psicografou "...o mal impulsiona nosso crescimento. A gente só vai entender isso quando olhamos para trás...e dizemos: Eu mudei...(...) não ajo mais como agia antes...eu mudei..." Na obra "As Bênçãos de Chico Xavier" (Didier, 1ª edição, ago 1998), no item 73, C.A.B, médium, registrou uma orientação de Chico Xavier feita em novembro de 1982: "...Tudo muda...A chuva que cai lá fora é a mesma que caia no quintal da minha casa quando eu era criança...A gente é que precisa transformar-se...Mudar dentro da gente mesmo...". Portanto, neste contexto de mudança interior (o Reino de Deus em nós - João 10:34-35; Lucas 17:21), quando exercitamos sinceramente a fé ("...o apelo ao Céu...", Agostinho - ESE-V:19), então cada um de nós é capaz de transportar as montanhas de obstáculos, dificuldades, males, etc... (ESE-XIX:1-5) e desenvolveremos a força interior (a energia espiritual) em sintonia com a Lei de Deus inscrita na nossa consciência e na Natureza! Seja feliz sempre nesse caminho trilhado por você! Deus, Jesus Cristo e os Bons Amigos Espirituais abençoem a você e a todos no seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (10:31)!!!

      Excluir
    2. Bom dia amigo Cadichon
      Deus lhe abençoe também
      Um abraço

      Excluir
  13. Boa noite Dr. Inácio e Baccelli.
    Muito grato por trazerem estas explicações de assuntos tão complexos quanto deslumbrantes. São situações que, normalmente nunca imaginaríamos. Saber da existência dessas situações nos leva a pensar muito sobre a complicada dinâmica da vida em si. Os esclarecimentos do Dr. Inácio nos fazem pensar muito mais do que somente ler o livro. Grande abraço à todos

    ResponderExcluir