segunda-feira, 20 de maio de 2019


XLVIII – REFLEXÕES SOBRE O LIVRO “LIBERTAÇÃO” – ANDRÉ LUIZ/CHICO XAVIER

Na sequência do capítulo, André Luiz relata que Margarida e o esposo, que não tinha “a menor noção de vida moral”, tomavam um táxi para ir à missa, e, não obstante, se faziam acompanhar “por extensa súcia de perseguidores”:
“O veículo, a meu ver, transformara-se como que num carro de festa carnavalesca. Entidades diversas aboletavam-se dentro e em torno dele, desde os paralamas até o teto luzente.”
André ainda esclarece que, no próprio culto religioso, o número de desencarnados era, talvez, “cinco vezes maior que a assembleia de crentes em carne e osso. Compreendi, logo, que em maior parte ali se achavam com o propósito deliberado de perturbar e iludir.”
A situação era difícil e, claro, semelhante, muitas vezes, àquela com a qual nos deparamos numa Casa Espírita.
“A algazarra dos desencarnados ignorantes e perturbadores era de ensurdecer. A atmosfera pesava. A respiração fizera-se-me difícil pela condensação dos fluidos semi carnais ali reinantes...”
O autor espiritual ressalva, no entanto, que “dos adornos e objetos de culto emanava doce luz...”
Estranhando “a formosa claridade dos nichos”, André ouve a elucidação de Gúbio:
“Quantas vezes, meu amigo, a criança acalenta bibelôs, a fim de preparar-se convenientemente para as responsabilidades da Terra? (...) Nesta casa de oração, os altares recebem as projeções de matéria mental sublimada dos crentes. Há quase um século, as preces fervorosas de milhares deles aqui envolvem os nichos e apetrechos de luz. (...) A luz que oferecemos ao Céu serve sempre de base às manifestações do Céu para a Terra.”  (destacamos)
Numa simples frase – “A luz que oferecemos ao Céu serve sempre de base às manifestações do Céu para a Terra” –, magnífica explicação para o fenômeno mediúnico!
*
Aqui solicitamos vênia aos nossos internautas para dizer que a vida de Chico Xavier, desde o seu nascimento, foi permeada de experiências e fatos que lhe secundaram o mandato mediúnico – absolutamente tudo, inclusive ter ele renascido numa família de formação católica – os seus ascendentes genéticos, advindos de seu pai e de sua mãe, também concorreram para que as suas excepcionais faculdades mediúnicas se apresentassem. E, neste sentido, notadamente os ascendentes espirituais de sua mãe, Maria de São João de Deus!...
*
Descrevendo acontecimentos espirituais durante a realização da missa, André se refere a três entidades “de sublime posição hierárquica”, contrastando com o lamentável cenário em torno, que se “fizeram visíveis à santa mesa (altar), com o evidente propósito de ali semearem os benefícios divinos. Magnetizaram as águas expostas, saturando-as de princípios salutares e vitalizantes, como acontece nas sessões de Espiritismo Cristão, e, em seguida, passaram a fluidificar as hóstias, transmitindo-lhes energias sagradas à fina textura.”
Percebamos que, nesse ou naquele ofício religioso, quando há mérito, a Espiritualidade Amiga, dessa ou daquela maneira, se faz presente a fim de socorrer os que, realmente, confiam na intercessão da Bondade Divina.
Segundo André, muitos malfeitores desencarnados procuravam se postar ao lado daqueles que ali compareciam com propósitos de renovação íntima, “buscando conturbá-los.” É o que, frequentemente, ocorre com os que comparecem às Casas Espíritas, que, não raro, em plena reunião, são envolvidos por entidades que os induzem ao sono, ou a dispersarem a atenção dos temas em estudo, chegando mesmo a lhes sussurrem palavras aos ouvidos para que se entreguem a outros pensamentos.

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 20 de maio de 2019.

11 comentários:

  1. Aécio Emmanuel César20 de maio de 2019 03:10

    Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. Aqui a vigilância é essencial nos dois planos da vida. Infelizmente o que acontece que essa vigilância não é bem estruturada na vida d e nós humanos e suas consequências é a desordem mental e moral que assola o coração de muita gente. Forte abraço aos dois. Aécio Emmanuel César.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia a todos, " Maria de São João de Deus!..." mãe de São João Evangelista, muitas espíritas dormem nas palestras e dizem que estavam desdobrados trabalhando.

    ResponderExcluir
  3. Bom Dia Dr. Inácio e Baccelli. Jesus já nos advertiu quando disse: ¨Orai e vigiai.¨ Isso deve se dar em escala de pensamentos, atos e palavras. A tal da disciplina é exercício de perseverança. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia DR. Inacio Ferreira.Estou lendo o segundo livro de sua autoria e tenho gostado da forma não ortodoxa em que os temas são apresentados.Tem me feito bem e me ajudado a ser melhor.

    ResponderExcluir
  5. Cadichon Pirilampo20 de maio de 2019 18:40

    Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Influência e influenciação. O texto semanal de Inácio Ferreira (IF) indica-nos o convite indiretamente a navegarmos na obra "Os Mensageiros" (FEB), de André Luiz (AL), conteúdo dos capítulos 43 - Antes da reunião, no trecho "...Se fosse concedida à criatura vulgar (...)" até "...não encontramos palavras para definir a imensa surpresa...", e 47 - No trabalho ativo, trecho "...Na esfera dos encarnados..." até "...um só que não recebesse consolações diretas e sublime conforto..." Em "Missionários da Luz" (FEB), AL presenteia-nos com o capítulo 5 - Influenciação. Depois, em "Libertação"(FEB), nesse capítulo 8 - Perseguidores invisíveis, onde cada um de nós poderá orientar-se quanto à necessidade do respeito às crenças dos outros nossos irmãos. Nesta linha de pensamento, Francisco Cândido Xavier (1910-2002) ofereceu-nos palavras abençoadas como se lê em "Chico e Emmanuel" (Didier, 1ª edição, jul 1996); "As Bênçãos de Chico Xavier" (Didier, 1ª edição, ago 1998); "O Evangelho de Chico Xavier" (Didier, 1ª edição, mar 2000) e, como ser invisível imortal, "Doutrina Viva" (Didier, 1ª edição, jun 2008), mensagem "Respeito às crenças", páginas 185-186! Bem, recursos interpretativos não nos faltam, não é mesmo? Mãos à obra! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (22:38)!!!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia dr Inácio e Baccelli
    Infelizmente doutor Inácio...muitos não conseguem ainda se ver como filho Do Criador..
    Para mim essa é a base de nosso crescimento...
    Quando nos conscientizamos que somos filhos do Criador do universo..abrimos portas para infinitas possibilidades..
    Muitos ainda não conseguem admitir serem espíritos imortais..
    Muitos ainda vêem Jesus como um personagem..um super herói...e assim idolatram...por medo...insegurança..sem lhe conhecer..o caminho ensinado por ele..
    Se enxergar como um Filho De Deus..é base para a evolução..
    Isso fez Jesus todo o tempo falar Dele apresentando-nos Suas Leis Eternas..imutáveis...Soberanas
    Infelizmente muitos palestrantes..pastores..padres..etc..falam de Jesus..mas não estão com Ele..
    E o nosso mundo prossegue...com muitos sem convicção de que somos Filhos do Criador..do amor..do bem..da perfeição...
    Como ensinou Jesus...procuram Deus aqui...ali..acolá...quando o Reino De Deus está dentro de nós...
    Beijos
    Cris

    ResponderExcluir
  7. Boa noite DR.Inácio e Baccelli. Tenho lido que o pensamento cria a vida que queremos.o meu questionamento é o de que se o pensamento cria como fica a expiação e a provação. Duas pessoas que se programaram estar juntos em núpcias nessa encarnação daí com os pensamentos atuais atraio e crio outra realidade. No meu entender o pensamento nos dá forças, equilíbrio mas a ponto de criar situações fica difícil entender.Se uma pessoa acreditar e mentalizar algo que garantia tem de conseguir atrair tal circunstâncias na sua vida com o pensamento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo22 de maio de 2019 13:19

      Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Luiz Cláudio (21-05-2019 14:19). Permita-nos auxiliar, embora não estejamos especificamente indicados pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B.! Você escreveu "...Tenho lido que o pensamento cria a vida que queremos. O meu questionamento é o de que se o pensamento cria como fica a expiação e a provação...". Inicialmente, mencionamos o livro "Pensamento e Vida" (FEB), de Emmanuel pelo médium Francisco Cândido Xavier. Nele, certamente, você encontrará algumas respostas interessantes sobre vários temas do dia a dia de cada um de nós! Aliás, IF e o médium têm comentado sobre esses conteúdos em suas obras e participações. Respondendo a sua pergunta, imaginemos um indivíduo chamado LC (pode ser Luiz César, Luiz Cláudio, Luis Cândido, etc., não é mesmo?). LC pensa (pensamento), sente (sentimento), age (ação) e reage (reação). Ele é Espírito, mente, gente, alma, inteligência, etc. É filho de Deus, como a internauta de 21-05-2019 04:20 enfatizou em sua digressão! Nessa condição, ele age no cotidiano empregando o pensamento para criar as condições necessárias de viver e conviver num Planeta Espiritual chamado Terra, que é considerado um mundo de provas e expiações em transição para o Mundo de Regeneração. Nessa sua participação na sociedade daquele mundo, LC provoca situações em sintonia com a Lei de Deus inscrita na sua consciência e na Natureza. Não cumprir essa lei, LC provoca reações que o farão refletir, meditar, pensar e retornar a fim de ser feliz na sociedade onde se encontra vivendo e convivendo! Depende dele criar condições para a felicidade! Na verdade, LC tem que realizar um diálogo sincero consigo mesmo. Neste sentido, indicamos o artigo "Você é o que você se diz: a ciência do diálogo interno" (06-05-2019 20:54 BRT - Pilar Jericó - Ciência - El Pais - https://brasil.elpais.com) Nesse contexto de aplicação de pensamento, sentimento, ação e reação, sinalizamos a leitura da pergunta 918 de "O Livro dos Espíritos"; de "O Evangelho segundo o Espiritismo", capítulo III - "Há muitas moradas na Casa de Meu Pai" e V - "Bem-aventurados os Aflitos". Aliás, IF psicografou a obra "Bem-aventurados os Aflitos" (Didier, 1ª edição, mai 2017)! Bem, mãos à obra! Bons pensamentos, sentimentos, ações e reações nesse seu caminhar evolutivo neste abençoado Planeta! Perdoe-nos se não aprofundamos um pouco mais além! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (17:16)!!!

      Excluir
    2. Cadichon Pirilampo22 de maio de 2019 14:10

      Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Navegando pela Internet, encontramos o artigo "Como nosso cérebro atrapalha o combate às mudanças climáticas" (18-05-2019 - Matthew Wilburn King - Especial para o BBC Future - BBC Brasil - www.bbc.com/portuguese/vert-fut-47941772 - em inglês "How brain biases prevent climate action", 08-03-2019, de Matthew Wilburn King). Nós, espíritas e espiritualistas, entendemos a palavra "cérebro" no artigo mencionado como sendo o Espírito, a mente, a alma, a inteligência, etc... No seu artigo, o autor assinalou "...Apesar de sabermos tudo isso, não mudamos até agora nossos comportamentos em uma escala grande suficiente para impedir mudanças climáticas. Por quê?...". Para responder a este questionamento, o autor desenvolve o seu pensamento em torno dos temas vieses cerebrais (desconto hiperbólico, nossa falta de preocupação com as futuras gerações, o efeito espectador, a falácia do custo irrecuperável), ascendente evolutivo, limites para relações estáveis, e finaliza com a frase "... Evoluímos para sermos capazes de impedir a mudança climática induzida pelo homem. Agora é o momento de agir." Bem, nesse ambiente de autoconhecimento, todos nós somos convidados a mudar nossa forma de pensar, sentir, agir e reagir à moda antiga, isto é, o homem velho na expressão de Paulo de Tarso (Ef 4:22-24) para a condição de homem novo seguindo os sinais dos tempos e como uma geração nova ("A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo", capítulo XVIII)! Mãos à obra, não é mesmo? Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (18:09)!!!

      Excluir
  8. Queridos Doutores Baccelli/Ferreira e Toda Equipe

    Saudações de Paz !

    Então, acompanhando a gente, nós o levamos pra igreja (ou reunião religiosa), e eles são igual a nós, porque nós todos vamos, assistimos e voltamos pra casa, em outra reunião religiosa novamente, nós levamos todos eles, assim, nós vamos pra nossas reuniões religiosas, os levamos, assistimos e voltamos pra casa com eles, após, nós novamente vamos pra a nossa reunião religiosa com todos eles porque nós os levamos e nós todos assistimos a reunião, e nós todos voltamos juntos pra casa !

    Nós também os escravizamos !!! Não é ?

    Somos nós os teimosos ou eles que são teimosos?

    É triste o que acontece...

    Refletir ? Pensar ? O que nós estamos pensando? O que nós estamos fazendo?

    Uma semana abençoada com a Luz de Deus, o Amor de Maria e a Paz de Jesus Cristo envolvendo todos nós!

    Um grande abraço
    Beijos de Luz

    Cristiane Sonia Arroyo
    Ribeirão Preto-SP

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, pelo que tenho lido e "visto" nas reuniões mediúnicas, eles nos acompanham e vão sendo auxiliados também até o momento em que ficam em definitivo no Centro ( que afinal é um Posto de Socorro Espiritual).

    ResponderExcluir